BaaS

A gente explica: Instituição financeira x instituição de pagamento

Como está o mercado das fintechs no Brasil? De acordo com o estudo Fintech na América Latina 2018: crescimento e consolidação, produzido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Brasil lidera o ranking latino americano com o maior número desse tipo de empresa. Essa pesquisa mostra ainda que o segmento de pagamentos e remessas é a principal atuação entre as fintechs.

Porém, esse novo modelo de negócios causa confusão em muitos empresários. Afinal, qual é a diferença entre as instituições financeiras, bancárias e de pagamentos? Acompanhe nosso artigo para entender.

Qual é a diferença entre as instituições do mercado financeiro?

É muito importante saber diferenciar as instituições que atuam no mercado. Pois, embora façam parte do mesmo grande ecossistema, os serviços que elas oferecem variam de acordo com a sua classificação e hierarquia no Sistema Financeiro Nacional. A seguir, vejamos o que distingue cada uma dessas empresas.

Instituição financeira

Em termos simples, a instituição financeira (IF) é uma intermediadora entre o cliente e algum tipo de serviço do mercado financeiro. Por exemplo: a aquisição de um financiamento, empréstimo ou a realização de investimentos. Podemos apontar como representantes dessa categoria empresarial: as corretoras de valores, os bancos de investimentos e os bancos múltiplos.

Recentemente, a resolução 4.657/18, emitida pelo Banco Central do Brasil (BACEN), permite incluir as fintechs no rol das instituições financeiras mediante aprovação do mesmo. De acordo com essa legislação, as fintechs podem atuar em duas vertentes: como sociedade de crédito direto (SCD) ou sociedade de empréstimos entre pessoas (SEP).

A primeira permite que essas empresas realizem operações de crédito com recursos próprios por meio de plataformas eletrônicas. Já a segunda, viabiliza as operações de crédito entre pessoas, conhecidas como peer-to-peer lending.

Instituição de pagamento

Por fim, temos as instituições de pagamento (IP). Esse grupo de empresas oferecem serviços de compra, venda e movimentação de recursos voltados para pagamentos. Porém, diferente das instituições financeiras e bancárias, não oferecem empréstimos ou financiamentos aos seus clientes.

Sendo assim, as IPs possibilitam a realização de pagamentos sem que o usuário tenho um relacionamento com instituições bancárias ou financeiras. No geral, esse modelo de organização oferece os seguintes serviços:

  • saque ou aporte de recursos financeiros mantidos em conta de pagamento;
  • gerenciamento de uma conta de pagamento;
  • viabilizar ou executar instrução de pagamento;
  • efetuar remessa de fundos;
  • converter moeda física em eletrônica;
  • credenciar ou gerir moeda eletrônica;
  • pagar benefícios de colaboradores etc.

Como é bem percebido, as possibilidades dos serviços prestados pelas instituições de pagamento são inúmeras. Atualmente, por meio das plataformas Banking as a Service (BaaS), empresas de vários nichos de mercado podem oferecer serviços financeiros. Por detrás delas está uma instituição de pagamento gerenciando essas movimentações de capital.

Em 2018, o BACEN emitiu a circular n° 3.885, que dispõe de novas regras para as instituições de pagamento. Isso abriu a possibilidade para que empresas tradicionais terem suas próprias fintechs. Agora, negócios com até 25 milhões de transações em montante de até R$500 milhões em um ano, não precisam e passar pelo processo de regulação do Banco Central.

Muitas organizações veem nesse novo modelo de negócios um “oceano azul” de oportunidades. Uma vez que facilitam a vida dos clientes, elas melhoram o seu posicionamento no mercado em que atuam. Além disso, levantam a bandeira da inovação – uma prática muito valorizada no mundo corporativo. Por fim, saem na frente na exploração dessa fatia de mercado praticamente inexplorada.

Sendo assim, implantar uma plataforma BaaS é, sem dúvida, uma excelente estratégia de negócio. Seria como um “trunfo” comercial que tornará a empresa uma referência em transformação digital. Quer saber mais sobre os benefícios do Banking as a Service? Então, entenda como um BaaS pode revolucionar a gestão financeira da sua empresa?

Voltar

DeepDock Materiais exclusivos e análises amplas para
quem quer se aprofundar sobre o nosso negócio.
E-books, infográficos, whitepapers, pesquisas e cases.

Acessar gratuitamente

Você está pronto para se tornar um
pioneiro do banking para empresas
no Brasil?

Quero abrir o meu banco