Fintechs

O que é CIP, como funciona e sua importância?

Tempo de leitura: 13'

A cada dia, milhões de operações bancárias são realizadas em todo o país. Só em 2019, foram quase 70 bilhões, somando transações feitas em agências, caixas eletrônicos, internet banking e aplicativos. 

Nesse cenário, a Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) surgiu como uma entidade dedicada a controlar todo o volume de operações e garantir o bom funcionamento desses processos. 

Se você não sabe exatamente o que é CIP, como ela funciona e porque é importante para o mercado financeiro, acompanhe a leitura até o final para tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto. 

O que é CIP?

A Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) é uma associação civil sem fins lucrativos criada em abril de 2001 e que integra o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), ligado ao Banco Central do Brasil (BACEN). 

O SPB é uma estrutura que compreende um conjunto de normas, diretrizes e procedimentos integrados eletronicamente com a função de possibilitar a movimentação de recursos entre os agentes econômicos que atuam no Brasil.

Como parte integrante desse sistema, a CIP é responsável por processar transferências de valores e pagamentos, evitando a ocorrência de fraudes e garantindo que essas operações possam ser realizadas com segurança e eficácia.   

Entre as funções da CIP, estão também o gerenciamento das transações de cartões de crédito/débito e boletos, o registro de contratos de crédito, o processamento de transferências eletrônicas de fundos, e o controle de financiamentos. 

A associação fornece soluções e ferramentas indispensáveis para o funcionamento do mercado financeiro, sendo utilizadas por consórcios, cartórios, credenciadores, bandeiras de cartão, cooperativas de crédito, entre outras instituições financeiras. 

Desde o início de suas operações, a CIP recebeu uma série de certificados de segurança por proteger a segurança dos dados e informações processadas e armazenadas, entre eles o ISO 27001:2005 da British Standard Institute, referência internacional no segmento. 

O SITRAF e sua importância

Imagem vetorizada de duas pessoas realizando transferência bancária

Além de saber o que é CIP, veja o que é ou SITRAF e sua importância para câmara intercambiária de pagamento

O SITRAF, ou Sistema de Transferência de Fundos, é a principal ferramenta da CIP. Lançada em 2002, um ano após a criação da Câmara Interbancária de Pagamentos, ele funciona como uma solução de movimentação financeira em tempo real.

Esse sistema é responsável pelo processamento das Transferências Eletrônicas Disponíveis, popularmente chamadas de TED, transação em que o envio de dinheiro entre duas contas bancárias é feito de forma quase imediata.  

Pela eficácia do SITRAF em processar um elevado volume de transferências com rapidez e eficiência, o sistema é considerado uma referência mundial em automação e segurança de operações financeiras.

Ele já serviu até mesmo de parâmetro para o desenvolvimento de programas similares em outros países, e vai estar presente também nas transações realizadas por meio do novo sistema de transferências do Banco Central, o PIX, que começa a funcionar em todo o Brasil em novembro de 2020. 

Como funciona a CIP?

Agora que você já sabe o que CIP, fica mais fácil de entender como ela funciona na prática. Essa associação é responsável por processar as transações eletrônicas de pagamento, protegendo os dados e as informações dessas operações .

Sua atuação é baseada nos princípios do BIS (Bank for International Settlements, ou Banco de Compensações Internacionais), organização internacional que promove a cooperação entre os Bancos Centrais de diversos países com o objetivo de promover a estabilidade monetária e financeira. 

Ela também participa do fluxo de recebimento de valores de vendas das empresas, recebendo todas as informações enviadas pela bandeira e adquirentes. Nesse processo, a CIP recolher e consolida as informações da operação antes de liberar a liquidação, ou seja, o pagamento para a conta do estabelecimento comercial.

Além disso, ela opera todas as suas ferramentas, como o SITRAF, que faz a compensação e liquidação de transferências TED.  Outra soluções que integram a CIP são:

  • SILOC – Sistema de Liquidação das Transferências de Ordens de Crédito: faz a compensação e liquidação de diversos produtos financeiros, como transferências DOC e boletos de pagamento;
  • SERAP – Serviço de Recebíveis de Arranjos de Pagamentos: responsável pela gestão de fluxo de recebíveis em operações com cartão de crédito e débito, registrando o domicílio bancário dos empreendimentos junto aos credenciadores;
  • PCPO – Plataforma do Cadastro Positivo: ferramenta de transferência de dados para a composição do cadastro positivo, o que permite o intercâmbio e a centralização de dados entre as diversas instituições financeiras que atuam em território nacional; 
  • Device ID: ferramenta de fortalecimento dos sistemas antifraude que possibilita, por exemplo, checar se um smartphone que está se conectando ao sistema bancário corresponde a um aparelho perdido ou roubado, o que evita fraudes;
  • C3 Registradora: recurso para o registro de contratos de crédito e financiamento, utilizado para gerenciar a cessão e o bloqueio de crédito financeiro; 
  • CHEQUE LEGAL – ferramenta gratuita, que possibilita a consulta da situação de cheques, podendo verificar se foi bloqueado, roubado, sustado, bloqueado pela instituição, entre outros status. 

Qual a importância da CIP para o mercado financeiro?

Imagem vetorizada de duas pessoas à frente de um painel com um gráfico em ascensão

Agora que ficou mais claro o que é CIP, veja sua importância para o mercado financeiro

A Câmara Interbancária de Pagamentos tem um papel fundamental em garantir a segurança nas transações efetuadas por meios eletrônicos, diminuindo o risco de fraudes e golpes financeiros nos ambientes virtuais.

Todas as vezes que você realiza uma TED, faz um pagamento por cartão ou uma compra em comércio eletrônico, a CIP está diretamente ligada ao processamento seguro da transação

Ela é responsável pela criação de regras e diretrizes para que marketplaces realizem transações de forma regulamentada, dentro de um sistema centralizado de compensação e liquidação, garantindo mais segurança nas operações. 

Além disso, a CIP assegura a autonomia, agilidade e eficiência em todos os processos de pagamento feitos no Brasil, promovendo inovação nas transações, segurança de dados e redução de custos.

Pronto, agora você já sabe o que é CIP, seu funcionamento e qual é  sua importância para o Sistema de Pagamentos Brasileiro no que diz respeito ao processamento efetivo e seguro das transações. 

Sem essa associação, os pagamentos e transferências feitos por vias eletrônicas estariam muito mais vulneráveis a ataques e fraudes. Assim, ela permite que pessoas e empresas possam fazer operações financeiras de forma mais segura e confiável.  

Que tal ler um pouco mais sobre como o digital mudou o universo das soluções financeiras? Acesse o blog da Dock e confira todos os artigos! 

Botão para o Blog Dock

Voltar

DeepDock Materiais exclusivos e análises amplas para
quem quer se aprofundar sobre o nosso negócio.
E-books, infográficos, whitepapers, pesquisas e cases.

Acessar gratuitamente

Você está pronto para se tornar um
pioneiro do banking para empresas
no Brasil?

Quero abrir o meu banco