NRF 2023: 7 insights da maior feira mundial do varejo

Publicado em 23 de janeiro de 2023.

Tempo de leitura 10 minutos de leitura

Depois de três anos acontecendo online ou em formato reduzido, o maior evento global de varejo voltou em grande estilo. De 14 a 19 de janeiro, a NRF 2023 Retail’s Big Show apresentou mais de 180 painéis e reuniu cerca de mil expositores em torno das principais tendências do setor varejista.

Nós não apenas estivemos presentes nessa grande feira como também tivemos a satisfação de integrar a comitiva da BTR-Varese e trocar diversas ideias com especialistas do mercado sobre algumas das tendências vistas na NRF 2023.

Neste artigo, compartilhamos com você os principais insights decorrentes dessa grande imersão no futuro do varejo. Confira!

 

7 insights da NRF 2023

 

A partir dos insights do nosso time presente no evento e do conteúdo compartilhado no pós-NRF da BTR-Varese, reunimos abaixo os grandes tópicos que devem impulsionar o varejo na América Latina.

 

1. Entretenimento no varejo

 

O futuro da loja física é assunto recorrente entre as tendências do varejo que figuram a agenda da NRF. E neste ano não foi diferente: muito se falou sobre a necessidade de um ponto de venda que seja mais focado na experiência do consumidor.

Dessa forma, o Retailtainment – estratégia de combinar experiências físicas e digitais para construir um varejo que também entretenha – foi um conceito bastante presente na NRF 2023.

Essa abordagem foi o centro da palestra com Martin Urrutia Islas, Head Global de Experiência de Varejo da LEGO. O executivo falou sobre a necessidade de desenvolver novas experiências e plataformas que envolvam compradores e consumidores em diferentes pontos de contato no varejo. A LEGOLAND – cadeia de parques temáticos da marca – é um exemplo dessa conexão com o entretenimento.

Leia também | Open X: o que vem depois do Open Finance? 

 

Conheça um pouco melhor a experiência de marca promovida pela LEGO neste vídeo:

 

2. Varejo sem atritos

 

O varejo sem atrito, ou frictionless retail, passa pela ideia de que o processo de compra na loja física precisa ser tão prático quanto no e-commerce. A estratégia, portanto, passa pelo self-checkout, pagamento por biometria e outros recursos que simplificam a experiência do cliente.

Para Alberto Serrentino, da Varese Retail, para gerar uma experiência sem atrito é importante simplificar a jornada na loja física em vários aspectos.

Reinventar a loja é repensar o negócio, redefinindo indicadores, modelo de gestão e desenho organizacional. Isso impacta o layout, merchandising, atendimento e a tecnologia embarcada que suporta os processos operacionais das lojas físicas”, destacou o especialista.

 

Um exemplo sempre citado de varejo frictionless é o da Amazon Go Store. Mas no Brasil também temos um case de sucesso muito interessante: conheça a Muffato GO:

 

3. A vez da Web 3.0 na pauta da NRF 2023

 

Se o metaverso foi o “hot topic” da edição anterior da NRF Retail’s Big Show, este ano foi a vez da Web. 3.0 tomar o protagonismo.

Além da possibilidade de plataformas de comércio cada vez mais interativas, muito se falou sobre o poder da blockchain – uma das principais características da Web 3.0 – de ampliar a segurança para as transações online e abrir caminho para maior fluxo de criptomoedas.

Essa terceira onda da internet faz parte de uma gama de tecnologias emergentes que, ano após ano, estão se tornando acessíveis e massificadas. Nesse contexto, não podemos deixar de considerar tecnologias como RFID e Computer Vision e seu impacto para o varejo.

O metaverso, por sua vez, por mais que ainda esteja em maturação, não deve ser um tema ignorado. Muita coisa interessante está sendo criada e aprimorada e as empresas do setor precisam ficar atentas às oportunidades.

Leia também | Crypto as a Service: motor para destravar as soluções financeiras com criptomoedas? 

 

4. 3D Commerce

 

Existe uma nova forma de fazer compras no digital, e essa revolução passa pelo 3D Commerce. A estratégia consiste em transformar o e-commerce tradicional a partir de imagens interativas dos produtos, exibidas em três dimensões.

Para Eduardo Terra, da BTR Educação e Consultoria, trata-se de uma agenda mais viável do que o metaverso e que melhora substancialmente a conversão.

Ao analisar a tendência abordada na NRF 2023, Terra mencionou o estudo da Alpha 3D, que aponta que 61% dos consumidores nos EUA preferem comprar de marcas que oferecem recursos de AR- Augmented Reality e VR – Virtual Reality.

 

Conheça exemplos de 3D Commerce neste vídeo que mostra experiências de marcas como Amazon e GAP:

 

5. Digital First

 

Para criar uma conexão real com o consumidor, o varejo precisa ser “Digital First”. Essa abordagem esteve presente, por exemplo, nas falas da CEO da Saks OFF 5th, Paige Thomas, e também do CEO da Macy’s, Jeff Gennettee.

Muito além do “ter que se adaptar ao digital”, o conceito hoje compreende “ser digital sempre que possível”. Ou seja, aproveitar todas as oportunidades: tudo o que pode ser feito dentro do digital deve ser considerado prioridade.

Para a Macy’s, por exemplo, a pandemia fortaleceu o potencial dessa estratégia. A companhia apostou fortemente no uso de dados para conhecer ainda mais o comportamento do cliente em meio a uma fase totalmente inesperada e nova. A partir daí, tratou de adequar seu espaço digital às preferências dos usuários.

No mesmo sentido, a Saks OFF 5th aposta em um varejo disposto a entender e identificar o comportamento do consumidor, com auxílio dos canais digitais, e então desenhar a melhor experiência para atender esse cliente.

Leia também | Open Data: este é o futuro do Open Finance?

 

6. Busca pelo propósito

 

Crescer a qualquer custo não é mais opção. É cada vez mais necessário pensar em um varejo que gera valor para a sociedade.

Quem abordou essa questão com muita propriedade na NRF 2023 foi a Chobani, marca de iogurtes que abraçou a missão de incorporar refugiados em sua força de trabalho.

 

nrf 2023 - painel chobani

Phil Wahba da Fortune Magazine debate com Hamdi Ulukaya da Chobani sobre o impacto positivo de refugiados como colaboradores da empresa

 

Outro painel que trouxe esse enfoque do varejo com propósito foi o da Hollister, marca de vestuário que destacou a ótima experiência com o programa de empoderamento do público jovem.

Além do consenso de que o varejo precisa atuar mais em prol da sociedade, ficou clara a ideia de que essa atuação precisa ser colocada em prática de forma mais simples.

Ou seja, é hora de pensar em estratégias descomplicadas que tenham efeito prático. Para Antonio Soares, CEO da Dock, o varejo brasileiro tem conseguido desempenhar bem esse papel do ponto de vista do acesso a serviços financeiros.

O varejo no Brasil desempenha um papel relevante no sentido de promover a inclusão financeira. Boa parte do crédito concedido hoje no país vem dos portfólios de varejistas. Acredito muito no varejo assumindo seu papel de protagonista e criando cada vez mais produtos financeiros que sejam mais sustentáveis”, analisou Antonio.

 

7. Novo momento no varejo

 

Os desafios enfrentados pelo varejo nos últimos anos, como a pandemia, a alta da inflação e o início da guerra entre Rússia e Ucrânia deu o tom do painel encabeçado por John Furner, CEO do Walmart nos Estados Unidos e presidente do conselho da NRF.

Embora seja um panorama mais promissor do que há dois anos, com indícios de recuperação da economia em alguns países,  o cenário ainda é de muita incerteza para o varejo. Assim, falou-se muito na NRF 2023 em um momento de reorganização, voltado a uma agenda mais tática, com foco no fundamental e em ações de curto prazo.

Entretanto, é preciso equilíbrio, uma vez que aquilo que está lá na frente, o longo prazo, não pode ser evitado. É fundamental, portanto, nunca parar de incorporar inovações necessárias ao negócio, para não  correr o risco de virar uma empresa obsoleta e perder vantagens competitivas.

Para entender melhor como as empresas estão operando em uma era de grande incerteza deixamos aqui a dica de leitura que a Dock compartilhou com a comitiva BTR-Varese. O livro “CEO Excellence” é resultado de uma pesquisa da McKinsey que identificou um grupo de CEOs cujas empresas ficaram comprovadamente mais saudáveis durante sua gestão.

Leia também | Buy Now, Pay Later: um modelo com potencial gigantesco na América Latina

 

De volta da NRF 2023: expectativas de um varejo mais coopetitivo

 

Voltamos da NRF 2023 empolgados com esse sentimento de retomada global do varejo e com muito aprendizado na bagagem. Além, é claro, da satisfação em, mais uma vez, integrar a comitiva da BTR-Varese e realizar uma ótima troca de experiências com os principais representantes do varejo brasileiro!

Muito bom também ver como as tecnologias emergentes seguem construindo o futuro do varejo ao lado de uma agenda com contornos de cultura organizacional e ESG. Voltamos ainda mais estimulados a desenvolver soluções que viabilizem um varejo com mais propósito e que gere resultados positivos para toda a sociedade.

E isso passa, sem dúvidas, por um mercado mais coopetitivo, que combine a colaboração e a competição para entregar melhores soluções que contribuam para o avanço do setor e para a verdadeira inclusão financeira.

 

Entenda melhor como impusionamos negócios a serem tudo o que desejam por meio da nossa plataforma Dock One

 

Insights da NRF 2023: o que você viu neste artigo

 

  • De 14 a 19 de janeiro, a NRF 2023 Retail’s Big Show apresentou mais de 180 painéis e reuniu cerca de mil expositores em volta das principais tendências do setor varejista.;
  • O Retailtainment – estratégia de combinar experiências físicas e digitais para construir um varejo que também entretenha – foi um conceito bastante presente na NRF 2023.
  • Outro tema importante na NRF 2023 foi o varejo sem atrito, ou frictionless retail, com um processo de compra na loja física que seja tão prático como no e-commerce. A estratégia passa pelo self-checkout, pagamento por biometria e outros recursos que simplificam a experiência do cliente.
  • Além da possibilidade de plataformas de comércio cada vez mais interativas, muito se falou na NRF 2023 sobre o poder da blockchain – uma das principais características da Web 3.0 – de ampliar a segurança para as transações online e abrir caminho para maior fluxo de criptomoedas.
  • Crescer a qualquer custo não é mais opção. É cada vez mais necessário pensar em um varejo que gera valor para a sociedade e isso passa pela ideia de cada vez mais varejistas assumindo um papel de protagonista e criando produtos financeiros que sejam mais sustentáveis.

 

Artigos relacionados à NRF 2023:

 

Quer ficar por dentro das últimas novidades no mercado de pagamentos e digital banking?

Inscreva-se na nossa newsletter mensal:

    Email enviado Inscrição realizada! OK