Pagamentos Instantâneos na Argentina: perspectivas para o Transferências 3.0

Publicado em 18 de outubro de 2022.

Tempo de leitura 11 minutos de leitura

Em dezembro de 2020, foi dado o pontapé inicial no sistema de pagamentos instantâneos na Argentina, denominado “Transferências 3.0” e implementado pelo Banco Central do país, o BCRA. Mas como funciona esse meio de pagamento? E quais são as evoluções e perspectivas desde então?

Assim como os modelos já lançados ou em discussão nos outros países da América Latina, o Transferências 3.0 chegou com o forte propósito de acelerar a inclusão financeira e de tornar a experiência dos usuários mais fluidas na hora de realizar pagamentos. Porém, mesmo com vantagens claras para compradores, varejistas e empresas do universo financeiro, ainda há um caminho a percorrer para acelerar a adesão e, de fato, ajudar a impulsionar a economia argentina.

Neste artigo, vamos entender as particularidades do Transferências 3.0 e analisar os desafios e perspectivas da adoção deste sistema na Argentina. Confira!

 

Como funciona o Transferências 3.0?

 

A iniciativa do BCRA nasceu com o objetivo de promover um ecossistema digital de pagamentos aberto e universal na Argentina e, por meio de QR Codes interoperáveis, permite aos usuários transferirem valores instantaneamente por seus smartphones, usando aplicativos de qualquer banco ou carteira digital.

 

Características do Transferências 3.0

 

  • Possibilidade de realização de transferências gratuitas e imediatas, 24 horas por dia, durante 7 dias por semana
  • Facilidade de realização de transferências via QR Code, cartões, DNI, biometria, solicitações de pagamento, etc
  • Comodidade dos próprios varejistas escolherem o provedor do serviço com melhores ofertas
  • Tecnologia centralizada no Banco Central Argentino (BCRA)
  • Interoperabilidade dos dados abertos para integração de todos os tipos de contas

INFO-Pago por transferencias

Leia também | Pagamentos instantâneos pelo mundo: como outros 5 países adotaram modelos como o Pix

 

“Guerra” ao dinheiro em espécie: entenda as vantagens pagamentos instantâneos na Argentina

 

Assim como os sistemas de pagamentos instantâneos de outros países, o Transferências 3.0 argentino traz vantagens significativas tanto para compradores e varejistas de qualquer segmento, quanto para as empresas no setor de pagamentos e banking.

A alta praticidade e rapidez do sistema prometem trazer evoluções importantes para a economia argentina. Nas palavras do próprio BCRA, o Transferências 3.0 foi lançado como uma investida contra o “inimigo em comum” que é o uso do dinheiro em espécie.

O objetivo é que a população migre gradativamente para utilização deste meio de pagamento mais moderno, reduzindo o uso do dinheiro, que possui custos associados mais elevados e baixa rastreabilidade.

 

Vantagens do Transferências 3.0 para o varejo:

 

Para estimular a adesão das micro, pequenas e médias empresas (MiPyMEs) do país, o BCRA isentou as taxas de utilização dos primeiros 3 meses, para os primeiros 50 mil pesos negociados por mês. Após esse prazo, a comissão ficou limitada a 8 mil pesos mensais.

 

Com o avanço da utilização dos pagamentos instantâneos na Argentina, os principais benefícios para o varejo são:

  • Crédito em conta de forma imediata e de forma irrevogável
  • Menor custo para recebimento quando comparado aos pagamentos em cartão
  • Melhor experiência do cliente ao encontrar mais opções de pagamento
  • Menores riscos ao acumular menos dinheiro em espécie na loja
  • Facilidade na conciliação de pagamentos
  • Simplificação da gestão de estoque no e-commerce, pois com a compensação imediata não há necessidade de reservar mercadorias até confirmação do pagamento

 

Entenda melhor o funcionamento do Transferencias 3.0 no varejo:

Leia também | Inclusão financeira no Brasil: um desafio para o país, uma oportunidade para o Varejo

 

Vantagens do Transferências 3.0 para os consumidores:

 

Quanto mais simples for a experiência de pagamento, melhor para o usuário. Neste sentido, os pagamentos instantâneos chegaram como um avanço importante para facilitar a vida da população argentina.

 

Conheça alguns benefícios do Transferências 3.0 para os consumidores:

  • Segurança e praticidade ao reduzir a necessidade de portar dinheiro em espécie
  • Sistema gratuito para os usuários
  • Não demanda instalação de nenhum novo aplicativo, apenas a carteira digital com leitor de QR Code já utilizada
  • Não é preciso associar nenhum cartão de crédito ou débito à aplicação

 

Vantagens do Transferências 3.0 para o mercado de pagamentos e banking:

 

O processo de elaboração da regulamentação do sistema de pagamentos instantâneos da Argentina foi acompanhado de perto pela indústria financeira e contou com sua ampla aceitação. Afinal, todo movimento de evolução para o mercado, traz também excelentes oportunidades para os negócios.

 

Conheça alguns benefícios do Transferências 3.0 para bancos e fintechs:

  • Incentivo para oferta de serviços financeiros inovadores
  • Mais uma possibilidade de fidelização dos clientes
  • Espaço para consolidação de serviços relacionados a meios de pagamentos digitais, com mais pessoas passando a utilizá-los pela primeira vez

 

O que se espera dos pagamentos instantâneos na Argentina?

 

As vantagens para usuários, varejistas e empresas do setor de pagamentos e banking são essenciais para a consolidação do Transferências 3.0. E, como efeito ainda maior, há um significativo impacto esperado para a economia argentina como um todo.

Neste sentido, uma das evoluções mais aguardadas com o sistema é a maior bancarização da população argentina, tal como já foi observado em outros países com modelos bem-sucedidos de pagamentos instantâneos – entre eles, o vizinho Brasil com o Pix. Conforme apontado no estudo Terras de Oportunidades elaborado pela Dock, apesar do acesso às contas em bancos e fintechs na Argentina ter crescido 60% desde 2017, ainda há muito espaço para expansão da inclusão financeira.

Transferências 3.0 como ferramenta de incentivo à competitividade

 

Essa ampliação do número de pessoas com acesso a serviços financeiros passa também pelo incentivo à competitividade no setor, que é um dos objetivos do Transferências 3.0.

Espera-se que a simplificação e o baixo custo das transações por pagamentos instantâneos na Argentina promova uma abertura maior para a entrada de novos players no mercado, sejam eles fintechs ou empresas de diferentes segmentos que queiram agregar serviços financeiros às suas operações.

Assim, com a concorrência mais acirrada entre fintechs e bancos tradicionais, as perspectivas de inovação e customização de serviços para inclusão da população ainda não bancarizada tendem a aumentar.

 

Mais um motor para o crescimento do e-commerce na Argentina

 

Outro efeito positivo dos pagamentos instantâneos na Argentina é o impacto sobre o e-commerce, que vem em ritmo acelerado de crescimento desde a necessidade de distanciamento social no início da pandemia e passou a colher os benefícios do Transferências 3.0 quanto à melhoria de experiência de compra, rapidez e segurança.

Como vemos no gráfico abaixo do estudo Terras de Oportunidades, ainda há espaço para avançar em relação ao mix de pagamentos:

terras de oportunidades argentina

Considerando o contexto de recessão econômica e inflação que a economia argentina enfrenta no pós pandemia, as vantagens trazidas pelo Transferências 3.0 são particularmente interessantes, pois podem alavancar vendas e contribuir para o reaquecimento do varejo no país – seja ele físico ou eletrônico.

 

Leia também | Buy Now, Pay Later: um modelo com potencial gigantesco na América Latina

 

O que ainda há por vir? Desafios e evolução dos pagamentos instantâneos na Argentina

 

Lançado apenas um mês depois do Pix brasileiro, o sistema de pagamentos instantâneos na Argentina não apresentou até o momento o mesmo sucesso estrondoso que seu vizinho latino.

Dentre as possíveis explicações, podemos citar problemas com a habilitação de QR Codes em algumas carteiras digitais logo no seu lançamento, fazendo com que o sistema precisasse passar por correções já na partida.

O cenário de crise econômica e inflação também contribuíram para uma evolução mais lenta do que no caso brasileiro. E, não menos importante, há ainda que se considerar a existência de uma barreira cultural que vem sendo superada aos poucos pela população.

No caso brasileiro, o recebimento do auxílio emergencial durante a pandemia acabou por contribuir para a bancarização de parcela da população, além de promover maior utilização de meios eletrônicos para a movimentação do dinheiro.

Porém, embora a migração esteja sendo gradual na Argentina, a expectativa é que ela seja consistente e definitiva. De acordo com os dados estatísticos divulgados pelo próprio BCRA, a utilização de plataformas mobile banking por pessoas físicas cresceu em quase 90% entre 2016 e 2021, tanto em quantidade de transações realizadas quanto em valores transacionados.

O aumento do uso do celular para realização de operações financeiras foi acompanhado pela queda na utilização dos caixas eletrônicos, ao passo que o uso de plataformas de home banking se manteve estável. A previsão de aumento significativo de novas linhas de telefonia móvel também deve impulsionar a utilização dos pagamentos instantâneos na Argentina. Desta maneira, espera-se que o Transferências 3.0  de fato contribua para maior eficiência do setor de banking e pagamentos no país.

 

Estamos observando de perto as transformações do universo financeiro Argentino

 

Em 2022 a Dock começou a atuar oficialmente na Argentina, como parte de sua expansão pela América Latina. Assim, estamos aportando nossa experiência de mais de 20 anos como plataforma de meios de pagamento na região no país e, também, conhecendo mais de perto todas as particularidades que devem ser levadas em conta para contribuir para o desenvolvimento de soluções financeiras inovadoras.

Acreditamos que os pagamentos instantâneos na Argentina ainda terão grande evolução e serão uma ferramenta fundamental para acelerar a inclusão financeira e mover a economia.

Quer saber melhor como fazemos parte dessa transformação? Assista ao nosso vídeo manifesto:

 

Transferências 3.0 na Argentina: o que você viu nesse artigo?

 

  • Transferências 3.0 é o nome do sistema de pagamentos instantâneos da Argentina, lançado em 2020 pelo Banco Central do país, o BCRA.
  • Os principais objetivos do Transferências 3.0 são contribuir para a inclusão financeira e reduzir o uso do dinheiro em espécie na Argentina.
  • Os pagamentos instantâneos na Argentina oferecem vantagens para consumidores, varejistas e negócios do setor de pagamentos e banking. Entre eles, estão a segurança de não portar valores em dinheiro, a facilidade de conciliação de pagamentos e o estímulo à inovação.
  • O sistema de pagamentos instantâneos na Argentina contribui para acelerar a competitividade do setor de pagamentos e banking no país, incentivando novas soluções que abarquem esse serviço e a entrada de novos players.
  • Apesar de ainda não ter alcançado o sucesso de modelos de outros países, o Transferências 3.0 vem evoluindo na Argentina e deve contribuir para a melhoria do cenário econômico.

 

Artigos relacionados a pagamentos instantâneos na Argentina:

 

Quer ficar por dentro das últimas novidades no mercado de pagamentos e digital banking?

Inscreva-se na nossa newsletter mensal:

    Email enviado Inscrição realizada! OK