Entenda o que é TED e como funciona a transferência
saibamais

Entenda o que é TED e como funciona a transferência!

Fazer transferências bancárias é parte do dia a dia de muitos brasileiros, seja pela internet ou na tradicional boca do caixa eletrônico. De acordo com a Pesquisa de Tecnologia Bancária divulgada na edição online do evento CIAB Febraban Live 2020, 74% das transações bancárias feitas por pessoas físicas foram realizadas por canais digitais, apenas no mês de abril deste ano.

Isso representou um aumento de 10 pontos percentuais em relação a janeiro, sendo impulsionados pelo uso intensivo dos smartphones, já que representam, sozinhos, 67% das transações analisadas no mês de junho. O mobile banking teve uma alta de 22%.

A pesquisa ainda revelou que no mesmo período, as operações bancárias caíram 53% nas agências e 19% nos ATMs, isso foi explicado como uma consequência do isolamento social que ocorreu até metade deste ano

Neste artigo, vamos explicar o que é TED e como funciona essa transferência bancária. 

Acompanhe a leitura até o final para esclarecer todas as suas dúvidas sobre esse assunto!

O que é TED?

A Transferência Eletrônica Disponível, popularmente conhecida como TED, é uma modalidade de operação financeira de transferência de valores criada em 2002 pelo Banco Central do Brasil (Bacen)

Ela permite que os clientes de bancos transfiram dinheiro entre contas de diferentes instituições financeiras (de mesma titularidade ou não) de forma mais ágil do que com a DOC.

Inicialmente, havia um valor mínimo de R$ 500,00 para que esse tipo de transação fosse autorizada. Porém, em 2016 o Bacen extinguiu essa exigência e, atualmente, não existe valor mínimo ou máximo para que uma TED seja realizada. 

A principal característica dessa operação é a maior rapidez em relação à DOC. Em dias úteis, as TEDs feitas até às 17h são compensadas na conta de destino no mesmo dia, não levando mais do que alguns minutos para isso acontecer.

Contudo, se a transferência for realizada após esse horário ou aos finais de semana e feriados, o valor só chega para o destinatário no próximo dia útil. 

O valor das tarifas para realizar a TED varia de acordo com o banco em que o usuário tem conta, e também com o tipo de pacote de serviço contratado. Em geral, as instituições costumam cobrar entre R$ 10,00 e R$ 25,00 pela transferência. 

Contudo, muitos bancos digitais já oferecem aos seus clientes TEDs gratuitas. É importante se informar quanto à cobrança de tarifas diretamente com o banco que você utiliza. 

Como funciona TED?

Imagem vetorizada de duas mulheres conversando na frente de desenhos que representam carteiras. Moedas são transferidas de uma carteira para outra, simbolizando a TED.

Além de entender o que é TED, veja como funciona.

Para serem realizadas, todas as TEDs feitas passam antes pelo Sistema de Transferência de Fundos (SITRAF), operado pela Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP).

A CIP é uma entidade sem fins lucrativos que integra o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB). Ela é responsável por controlar a maior parte das transações financeiras realizadas no Brasil.

Na prática, os bancos utilizam a CIP para trocar as informações necessárias para processar as transações. As instituições verificam pelo sistema se os dados de titularidade e das contas de origem e destino estão corretos e consolidam as informações das transferências feitas entre cada banco. Assim, a CIP viabiliza a realização das TEDs.

Para isso acontecer, é preciso primeiramente que o cliente que pretende fazer a transferência cumpra alguns passos. Ele deve escolher se vai fazer a TED em um caixa eletrônico ou se prefere realizar a transação online, via internet banking ou app. 

Ao selecionar a opção de TED no menu principal, o usuário precisará informar os seguintes dados para que a operação seja autorizada:

  • Agência e conta corrente de destino;
  • Nome completo do destinatário (ou Razão Social, no caso de Pessoa Jurídica);
  • Número do documento CPF ou CNPJ do beneficiário;
  • Valor exato de dinheiro a ser transferido;
  • Código identificador do banco de destino (número da instituição definido pelo Banco Central).

Se todas as informações estiverem corretas, o valor normalmente é creditado no mesmo dia, desde que a operação seja feita das 06h30 às 17h. Transações fora desse horário ou em fins de semana e feriados serão creditadas em 1 dia útil.  

Veja quando utilizar TED ou DOC 

Como já explicamos, TED e DOC possuem basicamente a mesma função: transferir valores entre contas bancárias de instituições diferentes. No entanto, como têm algumas características distintas, é importante saber quando usar cada uma delas. 

Veja o que levar em consideração:

Tarifa

Apesar de serem operações diferentes, a TED e a DOC costumam ter tarifas por transação semelhantes, com cobranças entre R$ 10,00 e R$ 25,00 na maioria dos bancos, sendo que algumas instituições já oferecem o serviço de forma gratuita. Por isso, esse fator não deve pesar na hora de fazer a escolha.

Rapidez

A TED é efetivada mais rapidamente que a DOC, sendo mais vantajosa para quem tem pressa na compensação do dinheiro na conta de destino. Como já explicamos, no caso da TED, o valor pode ser disponibilizado no mesmo dia da transferência.

A DOC, por sua vez, leva um dia útil para a compensação, prazo que pode se estender para operações efetuadas após às 22h.

Estorno

Imagem vetorizada de um homem transferindo dinheiro para uma mulher via uma transferência pelo smatphone.

Se ocorrerem erros, é preciso entrar em contato com o titular da conta favorecida para devolução do dinheiro.

Devido à sua agilidade, as TEDs não podem ser canceladas depois de confirmadas pelo usuário. Isso porque são realizadas de forma eletrônica, e, uma vez que a operação seja autorizada pelo banco, o dinheiro já é liberado na conta do beneficiário. 

Assim, caso tenha havido algum erro na hora de preencher os dados e o valor seja enviado para uma conta diferente da qual era o planejado, é preciso entrar em contato com o próprio titular da conta favorecida para pedir pela devolução do dinheiro

as transferências por DOC são feitas manualmente e podem ser canceladas diretamente na agência bancária caso tenha havido um engano na hora de preencher os dados da conta de destino. 

Dessa forma, caso o prazo de compensação bancária ainda não tenha terminado, é possível contatar o gerente da conta e solicitar o cancelamento da transação, explicando o que aconteceu. 

Valor transferido 

Na TED não existe um valor mínimo a ser transferido entre a conta de origem e a conta de destino, porém há um valor máximo e este varia de acordo com as regras de cada instituição (nesse caso, é necessário conferir com as diferentes instituições para ter um número exato), isso é uma medida que visa à prevenção à fraudes e redução de riscos. Já a DOC estabelece um teto de R$4.999,99 para as transações. Assim, se houver necessidade de transferir um valor mais alto, é necessário optar pela modalidade de TED. 

Por muito tempo, TED e DOC foram as únicas opções disponíveis para quem desejava realizar uma transferência de valores entre contas de instituições distintas. Porém, atualmente já existe uma nova alternativa para essas operações.  

Trata-se do PIX, tecnologia de pagamentos instantâneos criada pelo BC e que começa a funcionar em todo o país em novembro de 2020. Por meio do PIX, é possível realizar transferências automaticamente, a qualquer dia e hora (inclusive finais de semana e feriados).

Além de permitir que as transações sejam feitas em poucos segundos, o PIX é gratuito para pessoas físicas e permite facilitar a experiência dos usuários. Entenda melhor como esse novo meio de pagamentos funciona.

Agora que você já sabe o que é e como funciona a TED, que tal conhecer mais sobre as possibilidades dos bancos digitais? Acesse o blog da Dock e confira todos os nossos conteúdos sobre o assunto!

Botão para o blog.

Voltar

DeepDock Materiais exclusivos e análises amplas para
quem quer se aprofundar sobre o nosso negócio.
E-books, infográficos, whitepapers, pesquisas e cases.

Acessar gratuitamente

Você está pronto para se tornar um
pioneiro do banking para empresas
no Brasil?

Quero abrir o meu banco